Categoria aprova pauta de Campanha Salarial 2020

Na tarde da última quinta-feira (12), o Sindilegis-PE realizou a primeira Assembleia Geral Ordinária (AGO) do ano, para discutir a Campanha Salarial de 2020. Com participação em massa da categoria na deliberação, as pautas discutidas e aprovadas pela base serão apresentadas à Mesa Diretora nos próximos dias.

Entre os itens a serem negociados, estão o reajuste salarial, com o objetivo de manter o poder aquisitivo dos servidores efetivos do Poder Legislativo. Esse será o primeiro ponto da pauta. A mudança da proporcionalidade entre os cargos e a a realização de concurso público também integram a lista.

Demandas de formação profissional e capacitação continuada, por meio da Escola do Legislativo, assim como a formulação de uma política de segurança interna para a Alepe e a defesa da comunicação institucional da Casa foram mantidas. Outros pontos referentes à carreira foram sugeridos e aprovados pela base.

O presidente do Sindilegis-PE, Marconi Glauco, considerou a AGO bastante proveitosa, enfatizando a forte participação dos servidores. “Depois de muita análise e debate das propostas colocadas pela diretoria, a categoria aprovou a pauta com acréscimo de alguns pontos. Avaliamos a Assembleia de forma positiva, permitindo tratar de todas as questões de forma transparente”, ressaltou.

Ele reforçou que a entrega das reivindicações ao presidente, ao primeiro-secretário e aos demais integrantes da Mesa Diretora da Alepe será definida em breve. Além disso, pontuou que o sindicato está atento e propositivo com relação aos encaminhamentos para a proteção dos servidores durante a pandemia de coronavírus. “Pedimos que os filiados fiquem atentos às nossas redes sociais para qualquer informação”, anunciou Marconi.

Campanha Salarial 2019: Diretoria discute demandas da categoria com gestores da Alepe

 

Nesta terça (2), o Sindilegis realizou a segunda rodada de negociações da Campanha Salarial 2019. Por orientação da Mesa Diretora, a conversa ocorreu com a superintendente geral da Alepe, Christiane Vasconcelos, e o superintendente de Gestão de Pessoas da Casa, Enoelino Filho.

Participaram da reunião o presidente do sindicato, Marconi Glauco, o vice, Maurício da Fonte, além dos diretores Helena Alencar, Josias Ramos e Fabrício Martins do servidor Rafael Tavares. No diálogo, ficou perceptível o alinhamento entre as expectativas da base e as prioridades da nova gestão da Alepe.

Pautas como a reforma do Anexo I (que será entregue em até 90 dias), a realização de novos concursos públicos, a publicação de um calendário anual com feriados e pontos facultativos, bem como a produção de manuais de procedimento na Assembleia,  que constam na pauta sindical, já estão no horizonte de ações da Mesa Diretora. Também foi informado que está sendo feito um estudo de impacto orçamentário para avaliar a viabilidade da atualização dos vencimentos de cargos de técnicos e agentes, assim como para a concessão de reajuste salarial.

A próxima etapa, segundo o presidente do sindicato, é analisar a contraproposta da Mesa em relação aos assuntos pendentes. “A partir daí, convocaremos uma assembleia  geral com a categoria para decidir aceitar ou não a resposta. A expectativa da Diretoria é que, até o final de abril, tenhamos uma resposta sobre as questões orçamentárias”, pontuou Marconi Glauco.