Dois dias de intensos debates marcam Seminário de Planejamento Estratégico do Sindilegis PE

Evento teve início na quinta (4) e terminou sexta (5) no Hotel 7 Colinas, em Olinda.

Dois dias de muitos debates, análises de conjuntura e proposições em defesa da categoria. Assim foi o Seminário de Planejamento Estratégico realizado pelo Sindilegis PE, em Olinda, com a presença da diretoria, do conselho fiscal e dos representantes de base.

Na manhã de quinta, reservada para formação política e análises socioeconômicas do Brasil e do mundo, as primeiras apresentações foram feitas pela supervisora técnica do Dieese, Jaqueline Natal, e pelo presidente da Central Única dos Trabalhadores (CUT-PE), Paulo Rocha.

Jaqueline analisou números que contextualizam a economia mundial, trazendo o comparativo do PIB de países como EUA, Brasil, Argentina, China e Rússia. Também abordou o desmonte social promovido pelos governos Temer e Bolsonaro, de 2016 até os dias atuais, com a aprovação da PEC do Teto dos Gastos, a Lei da Terceirização, a Reforma Trabalhista e a Reforma da Previdência. Todas elas foram medidas que agravaram o empobrecimento do País, resultando na precarização do trabalho e alta do desemprego.

Em sua fala, Paulo Rocha enfatizou aspectos mais políticos, como a importância do engajamento dos sindicatos e movimentos sociais pela reconquista dos direitos trabalhistas. Ele ainda comentou o papel histórico dos militares na política brasileira e expôs o tema da fome e da insegurança alimentar.

Ao final da manhã de ontem, o analista legislativo Guilherme Stor fez uma apresentação sobre a divisão dos percentuais de despesa com pessoal no Poder Legislativo de Pernambuco e suas distorções históricas.

Os representantes da categoria também tiveram espaço para falar de condições precárias de trabalho na Alepe, assédio moral, pedir melhorias no funcionamento da Escola do Legislativo para qualificação dos servidores, entre outros assuntos.

No segundo momento do seminário, à tarde, teve início a construção coletiva do documento do Plano de Gestão do Sindilegis para o triênio 2022-2024. Por meio de eixos temáticos, os participantes se dividiram em dois grupos para pensar ações estratégicas que foram encaminhadas na última sexta (5).

Saldo organizativo do Seminário

O segundo dia do seminário teve como objetivo apresentar o que foi discutido pelos dois grupos de trabalho e os encaminhamentos das questões levantadas pelas equipes.

As propostas foram organizadas em sete eixos temáticos: Formação sindical, Poder Legislativo, Lutas gerais da CUT e da Fenaleg, Lutas específicas da categoria, comunicação sindical, administração sindical e ações sociais sindicais.

Os dois grupos definiram os seguintes pontos que nortearão o Plano de Gestão: congresso dos servidores da Alepe; projeto de reformulação da Escola do Legislativo; promoção de debates periódicos de formação política da categoria; luta pela alteração do percentual da despesa de pessoal da Alepe na Receita Corrente Líquida (RCL); realização periódica de concurso público; luta por seleção pública de estagiários; ações de aproximação do sindicato com a base; participação ativa nas atividades convocadas pelas entidades trabalhistas; realização de campanhas de comunicação nas redes sociais; ocupação de 50% dos cargos de superintendente e 100% dos cargos de chefia pelos servidores efetivos da Alepe.

Também apontou-se a necessidade de articulação para que o sindicato participe efetivamente das decisões estratégicas sobre a organização da estrutura física da Alepe e seus anexos e a melhoria do sistema de segurança da Casa.

Sindilegis realiza seminário de Planejamento Estratégico para o próximo triênio

Nos dias 4 e 5 de agosto, a diretoria do SindilegisPE reúne-se com o Conselho Fiscal e os Representantes Sindicais de Base da categoria para deliberar as principais ações da gestão no Seminário de Planejamento Estratégico para o próximo triênio. O encontro acontecerá no Hotel 7 Colinas, em Olinda, na Região Metropolitana do Recife.

O objetivo da reunião é construir pontos importantes que nortearão as atividades sindicais, culturais e políticas a serem realizadas no próximo triênio. Para o presidente do Sindilegis, Maurício da Fonte, o seminário é de fundamental importância para a organização das atividades propostas pela gestão da entidade. “Sem esse seminário, não avançamos nas principais pautas do sindicato. Por isso, vamos nos reunir nesses dois dias para pensar, coletivamente, estratégias para o próximo triênio. Só assim, conseguiremos alcançar os nossos objetivos”, afirmou.

Importante destacar ainda que a gestão Democracia, Unidade e Luta está aberta para receber sugestões de temas, atividades e assuntos da categoria que possam ser incluídos nas discussões.

Sindilegis-PE realiza seminário de planejamento da Campanha Salarial 2022

A reposição salarial anual de 5% (com base no Índice Nacional de Preços ao Consumidor INPC) foi um dos principais pontos discutidos no encontro.

Direção, Conselho Fiscal e Representantes Sindicais de Base do Sindicato dos Servidores da Assembleia Legislativa de Pernambuco (Sindilegis-PE) participaram, nesta quinta (31), do Seminário de planejamento da Campanha Salarial de 2022.

Na abertura do seminário, a economista e supervisora técnica do Dieese Jaqueline Natal apresentou dados socioeconômicos do país para demonstrar o desmonte do Estado Brasileiro nos períodos dos governos Temer e Bolsonaro.

Também foi exposto um comparativo de dados com o cenário da economia global, demonstrando a fragilidade da economia brasileira com o impacto de políticas econômicas negativas como a PEC do teto dos gastos (regime fiscal que limita os gastos com políticas públicas), a Lei da Terceirização, as Reformas Trabalhista e da Previdência, entre outras ações que afetaram os direitos da Classe Trabalhadora no Brasil ao longo desses anos.

No período da tarde, os dirigentes se reuniram para definir importantes pontos da Campanha Salarial deste ano, como a mesa de negociação permanente com a Casa, a criação de uma política de saúde para os servidores e uma política de formação profissional e capacitação continuada da categoria, entre outros.
“O seminário foi muito proveitoso. Agora, vamos discutir com a categoria sobre os rumos da Campanha e, para isso, precisamos da participação de todos e todas”, reforçou o presidente do Sindilegis, Maurício da Fonte.

Para isso, ele lembrou que, na próxima quinta (07), acontecerá a 1a Assembleia Geral com os servidores da Alepe, com o objetivo de analisar e aprovar a Pauta de Reivindicações de 2022. O encontro com a categoria acontece no Auditório Sérgio Guerra, a partir das 14h.